Vídeo mostra o momento exato em que querida apresentadora da GLOBO morre e acidente a nossa f… Ver mais

Leilane Macedo, uma jornalista de alma e paixão pela arte de contar histórias, dedicou quase duas décadas ao jornalismo. Sua jornada começou na Universidade de Gurupi (Unirg), onde se graduou em Jornalismo, marcando o início de uma carreira promissora na mesma cidade que a viu crescer profissionalmente.

Gilvan Noleto, seu antigo professor, descreve-a como uma aluna exemplar que se transformou em uma profissional de alto quilate, deixando uma lacuna na nova geração de jornalistas. Sua partida é lamentada, mas suas lembranças continuam vivas.

Os primeiros passos de Leilane no jornalismo diário foram dados no Grupo Jaime Câmara, onde iniciou como estagiária nos bastidores dos telejornais da TV Anhanguera. Lá, ela mergulhou no mundo da produção, checando e apurando os fatos que moldavam a cidade. Logo, sua trajetória a levou a novos desafios dentro da mesma empresa.

O ápice de sua carreira foi alcançado na redação do Jornal do Tocantins, onde viu seu maior sonho profissional se concretizar: atuar no jornalismo impresso. Em 2005, tornou-se correspondente das regiões sul e sudeste do estado, um cargo que ocupou com paixão e dedicação por quatro anos.

Tião Pinheiro, ex-editor-chefe do Jornal Tocantins e atual secretário estadual de Cultura, relembra com afeto o convívio com Leilane na redação. Ele destaca sua humanidade, comprometimento e alegria no trabalho, aspectos que tornavam o ambiente de trabalho mais saudável e enriquecedor.

Após um período dedicado a assessorias de imprensa, Leilane retornou à TV Anhanguera em 2016, onde atuou como repórter, apresentadora e correspondente da região sul. Sua presença na tela e nos bastidores da emissora foi marcada pela mesma dedicação e paixão que sempre a impulsionaram.

Em um relato emocionante para o chefe de redação da TV, Adriano Fonseca, Leilane compartilhou suas reflexões sobre as transformações do jornalismo televisivo ao longo de sua carreira. Seu legado continua vivo, inspirando não apenas colegas de profissão, mas também as futuras gerações de jornalistas.

VEJA O VÍDEO ABAIXO:

Artigos relacionados