Lut0: Nosso querido HADDAD não resiste e acaba perd…Ver Mais

Em uma comovente publicação nas redes sociais, Nadja Haddad, conhecida apresentadora do SBT, revelou o doloroso momento pelo qual sua família está passando. No dia 25 de abril, em São Paulo, Nadja deu à luz a gêmeos prematuros, Antonio e José, que desde então necessitavam de cuidados intensivos na UTI Neonatal.

Este domingo, que marcou seu primeiro Dia das Mães, trouxe uma tristeza inimaginável para Nadja. Com profunda tristeza, ela anunciou o falecimento de seu filho Antonio. “Meu primeiro Dia das Mães não foi como eu queria ou imaginava. Deus recolheu nosso Antonio, meu filho virou um anjinho… Parte de mim morreu… Mas sei que Deus me dará forças, a mim e ao meu marido, pelo nosso José”, escreveu ela.

Nadja também refletiu sobre como a breve jornada de Antonio uniu amigos e familiares em oração e ensinamentos valiosos sobre a maternidade. “Antonio me ensinou, assim como José tem me ensinado, sobre a fortaleza e a profundidade que é ser mãe. Deus o recolheu e o poupou da dor, do sofrimento. E, ainda que tenha nos proporcionado a pior dor do mundo, seguirei com a fé que me fez sobreviver e que me fez engravidar. Eu escolho confiar. Ainda sem sorriso no rosto, eu escolho confiar”, compartilhou a apresentadora.

Neste momento difícil, a mensagem de Nadja ressoa com força e esperança, um lembrete do poder da fé e do amor maternal mesmo diante da maior das adversidades.

Quais os riscos do parto prematuro?

O parto prematuro, que ocorre antes de completar 37 semanas de gestação, envolve diversos riscos tanto para a mãe quanto para o bebê. Para a criança, os principais riscos incluem dificuldades respiratórias devido aos pulmões subdesenvolvidos, problemas no desenvolvimento neurológico, e maior susceptibilidade a infecções. Esses bebês também podem enfrentar complicações na alimentação e na regulação da temperatura corporal.

Para a mãe, o parto prematuro pode aumentar o risco de complicações como hemorragia pós-parto e infecções. Além disso, o parto prematuro muitas vezes leva a estadias prolongadas na UTI neonatal, o que pode ser emocional e financeiramente desafiador para a família. A prevenção e o monitoramento adequados durante a gravidez são essenciais para minimizar esses riscos.

Artigos relacionados